9 perguntas e respostas sobre ruptura dos meniscos

Questionamentos mais comuns sobre ruptura dos meniscos:

meniscos

1. O que são os meniscos?

Meniscos são estruturas fibrocartilaginosas em formato da letra C presentes no topo do osso denominado tíbia. Funcionam como anteparos para aumentar a congruência articular entre a tíbia e fêmur.

2. O que é o menisco medial?

É a estrutura localizada na parte de dentro do joelho. Auxilia na estabilização de anterior para posterior do ligamento cruzado anterior. Estatisticamente, costuma ser mais lesionado que o menisco lateral.

3. O que é o menisco lateral?

Estrutura localizada na parte externa do joelho. Como é mais inervada que o menisco medial, costuma doer mais quando lesionado.

Auxilia no movimento de rotação do joelho durante a flexão e extensão.

4. O que significa ruptura dos meniscos?

Significa que a estrutura sofreu algum tipo de lesão que pode ser desde um corte (rasgo), ou a formação de um “flap” ou uma alça de balde, ou seja, um pedaço acaba se destacando e fica solto “dançando” dentro da articulação.

É normal encontrarmos pacientes que sofreram o problema quando o joelho estava flexionado ou semiflexionado.

Nessa posição, ele foi submetido a uma força rotacional de grande magnitude e o menisco foi comprimido entre as estruturas esqueléticas. Dependendo da pressão exercida sobre ele nessa posição ele pode ser lesionado.

Boa parte dos casos de lesão de menisco que encontramos estão relacionados a um trauma. Jovens que praticam esportes, por exemplo, sofrem com o problema frequentemente. Pacientes mais velhos também podem exibir essas lesões por causa de movimentos torcionais relativamente pequenos que são feitos durante a vida diária.

5. Quais os sintomas da ruptura dos meniscos?

Os sintomas do menisco rompido incluem dor, tanto na parte de dentro (menisco medial), quanto na parte de fora (menisco lateral) que se agrava durante a rotação do joelho, quando paciente se agacha ou estica demais o joelho.

O que é a água no joelho ou derrame articular? >

Outro sintoma bastante como é a sensação de bloqueio ou travamento.

6. O que é a cirurgia para ruptura dos meniscos?

Trata-se de um procedimento feito por vídeo (artroscopia do joelho), na  qual a lesão é tratada tanto pela retirada parcial do menisco (a isso chamamos de meniscectomia), quanto da sutura ou costura do menisco. Esta última tem ser tornado cada vez mais uma alternativa, principalmente entre pacientes mais jovens.

7. Menisco se regenera?

Infelizmente, os meniscos, assim como a cartilagem, são tecidos que tem um suprimento sanguíneo muito limitado (avasculares). Uma vez lesionados sua cicatrização é pequena e geralmente acontece nas lesões localizadas mais na borda (periferia ou zona vermelha-vermelha) do que na região central (zona branca-branca).

Para compreender melhor o quadro, podemos classificar a lesão de acordo com sua localização. Elas são divididas por causa de vascularização do menisco e qual foi o padrão lesivo. Encontramos lesões nas regiões:

  • Vermelha-vermelha;
  • Vermelha-branca;
  • Branca-branca.

8. Existe tratamento alternativo para a lesão do menisco?

Apesar de existirem poucos estudos publicados, existem tratamentos alternativos como o implante de células tronco e técnicas de micro-perfuração, denominadas “drilling”. Estas duas tem sido descritas para lesões em pacientes mais jovens.

9. O que é a meniscopatia degenerativa?

Trata-se de uma lesão ligada ao envelhecimento desta estrutura, geralmente uma clivagem horizontal que pode ou não estar associado a formação de um cisto peri-meniscal, principalmente quando acomete o menisco lateral.

A fisioterapia pode ser considerada como uma primeira opção de tratamento. Caso os resultados não auxiliem o paciente dentro de certo tempo, a cirurgia pode ajudar esse indivíduo a retomar sua qualidade de vida.

Mais esclarecimentos

MUITO BOM! VOCÊ LEU TODO O CONTEÚDO. Ficou alguma dúvida? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Compartilhe essa informação!
Joelho-Brasília
Joelho-Brasília

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *